Genética Picture

English Chinese Spain French Italian Dutch Norwegian Swedish Portuguese Taiwanese

População Effectiva

O fato de alguns criadores terem uma população mais larga do que outros e ainda o fato do pool genético poder ser muito limitado numa raça pequena é provavelmente óbvio para a maior parte dos criadores. Mas muitos criadores se sentem seguros que grandes raças - como Persas e Birmãs - têm um pool genético grande o suficiente. Sem riscos de problemas consanguineos, a não ser que você decida deliberadamente procriar uma mesma linhagem! Mas isso não é inteiramente verdade.

Discutimos ás vezes que o efeito da super reprodução (overbreeding) de poucos indivíduos considerados acima do padrão é maléfico para a raça, mesmo em grandes raças. Uma super reprodução de um indivíduo levada ao extremo seria se um único macho cruzasse com todas as fêmeas de uma geração. Com esse tipo de reprodução, é claro que o pool genético não seria grande, mesmo que a população contenha um milhão de fêmeas sem parentesco umas com as outras. Pra termos uma idéia melhor do quão grande é o pool genético num caso como esse, podemos calcular a população efetiva. Se a população contém 100 indivíduos, com número igual de macho e fêmeas, e todos forem cruzados entre si de forma randômica gerando o mesmo número de filhotes para cada casal, então a população EFETIVA é também 100.

Em contrapartida, com a super reprodução de um macho conforme descrito acima, podemos calcular a população efetica com a seguinte formula:


        1       1        1

      ---- = ------ + ------

       Ne    4 x Nm   4 x Nf

 

Onde Ne = população efetiva, Nm = número de machos, Nf = número de fêmeas.

Falando de forma generalizada, a população efetiva não será mais larga do que 4 vezes o número de indivíduos do menor sexo representado (a não ser que você tenha planejado um programa de reprodução especificamente desenhado para evitar a perda de variação genética, mas esse é raramente o caso da criação de gatos.). Isto significa que se 5 machos são usados, a população efetiva não será mais do que 4 x 5 = 20, mesmo se usássemos um milhão de diferentes fêmeas nesse programa de reprodução.

Na realidade é claro que é raro o caso em que cinco machos sejam usados igualmente e gerem crias de forma igual e os machos restantes não sejam usados para reproduão DE FORMA ALGUMA. Logo fica bem complicado usar essa fórmula. Mas não se preocupe, existem outros métodos!

Entre consanguinidade e população efetica. Usando essa conecção seremos capazes de calcular a população efetiva nas raças de gatos. Podemos usar os pedigrees para calcular o coeficiente de consanguinidade, o COI. A maneira mais fácil de fazer isso é inserir o pedigree num bom programa de pedigree capaz de calcular o COI. Também é possível calcular isso manualmente. Não é complicado, mas se o parentesco for complicado e você quer calcular o COI de várias gerações, isso consumirá muito tempo, e vai haver um risco considerável de erro em alguma etapa. Entretanto, se o parentesco for simples e se o número de gerações a calcular for razoável, você pode rapidamente calcular o o COI diretamente do pedigree.

Continuar...